101 Blockchains
101 Blockchains

Web 3.0 Será Alimentada pela Tecnologia Blockchain Stack

0

Nosso mundo está mudando. Agora está em fase de mudança muito mais rápido do que os períodos anteriores. Apenas 20 anos atrás o mundo estava sendo introduzido a celulares, e em apenas dez anos o mundo ficou viciado neles. Você não poderia nem sequer imaginar um mundo com a internet e dispositivos inteligentes que temos nos dias de hoje. Talvez ultimamente, você tenha visto este termo: Blockchain Stack da Web 3.0. Hoje vamos contar tudo sobre a blockchain stack da Web 3.0 e por que ela é importante!

O mundo deu um grande salto quando os e-mails foram substituídos por chats e emojis. Mas isso também foi há dez anos atrás. O mundo está faminto por coisas novas. Enquanto tudo ao seu redor começou a mudar, a própria internet cresceu muito, sendo que tudo começou com sites estranhos e feitos somente com HTML básico. Agora, os sites ficaram mais inteligentes e se tornaram interativos. Só o tempo pode dizer quão inteligente a internet será na era da blockchain stack na Web3.

Faça uma xícara de café. Vai ser uma leitura longa e detalhada. Vamos começar?

Tabela de conteúdos

Capítulo-1: Stack Web 3.0: A Internet do futuro

Capítulo-2: Web 3.0 x web 2.0 x web 1.0

Capítulo-3: Reenquadrando a Estrutura da Web

Capítulo-4: Mudança Geral de Infraestrutura da Web no Blockchain Stack

Capítulo-5: As Camadas da Arquitetura

5.1: Camada de Aplicação

5.2: Serviços e Componentes Opcionais

5.3: Camada de Protocolo

5.4: Camada de Rede e Transporte

5.5: Camada de Infraestrutura

Capítulo-6: Como a Web 3.0 Mudará Nossas Vidas?

Capítulo-7: Considerações Finais

Capítulo-1: Stack Web 3.0: A Internet do Futuro

A Web 3.0 Stack ainda não está completamente desenvolvida, mas está prestes a sair com tudo. Então, o que é a Web 3.0? Enquanto a Web 1.0 e 2.0 tinham servidores centralizados, a blockchain stack da Web 3.0 tem uma rede descentralizada, mas que é mais centrada no usuário. Se baseia principalmente em uma internet transparente e segura que se concentra em tornar as coisas mais humanas.

O que torna a Web 3 t¦o única

Existem cinco principais recursos significativos no blockchain stack da Web 3.0. Achamos que isso ajudará você a compreender melhor todo o conceito.

  • Uma internet de Tudo

Estamos usando muito o termo “inteligente” atualmente para definir um dispositivo que possa se conectar e usar a Internet. Estamos completamente cercados por esses dispositivos inteligentes. Você deve estar se perguntando – como assim? Bem, olhe ao seu redor. Existem geladeiras inteligentes, as pessoas estão usando celulares, e até assistentes como a Alexa e o Assistente do Google. Todas essas coisas podem se conectar à internet, e eles formam uma rede de dispositivos que são chamados de Internet das Coisas (Internet of Things – IoT). A IoT é uma das características mais distintivas da Web 3. Às vezes, as pessoas chamam esse fenômeno de “dupla unicidade”.

O objetivo principal é conectar tudo e qualquer coisa à internet. Bem, nem todos os dispositivos podem se conectar agora, pois nós não temos esse tipo de infraestrutura, mas em breve com certeza estarão conectados.

  • Centrada no Usuário

As aplicações blockchain stack da Web 3.0 foi projetada para ser mais centrada no usuário, pois ele se concentra em ser a melhor rede P2P onde você poderá ser mais livre, e o conhecimento não será controlado por nenhuma entidade. Como não haverá servidores centralizados, todos os dados serão distribuídos entre os dispositivos, e as pessoas os acessarão sem qualquer supervisão.

Os metadados semânticos ajudarão os usuários a se conectarem facilmente, sendo que a web 3 stack têm o foco nos usuários. As pessoas agora estão criando mais conteúdos do que nunca, e a criação de blogs pessoais e vlogs estão sendo extremamente populares. As pessoas não precisam confiar na mídia e nos criadores de conteúdo corporativo, pois elas estão agora simplesmente seguindo os outros nas redes. Deste modo como está acontecendo, cria-se um mundo onde as pessoas serão mais humanas e a internet será mais centrada no usuário.

  • Inteligência Artificial

Não, não estamos falando de nenhum super robô que está planejando destruir a humanidade e criar o dia do julgamento final. A IA trabalhará principalmente para fornecer melhores análises e resultados para as pessoas, e isso soa bem melhor quando você pensa que uma entidade inteligente irá vasculhar a internet para encontrar o resultado que você está realmente procurando.

Na verdade, os gigantes da tecnologia já estão trabalhando em seu próprio projeto de IA. Quando você estiver com o YouTube aberto e quando estiver ouvindo rock por um tempo, você irar notar sugestões de outras músicas de rock. A IA está simplesmente tentando identificar seu gosto musical e começa a sugerir a melhor opção que você possa gostar. Eles estão analisando seu comportamento.

Além disso, você consegue notar que os anúncios do Facebook são alterados logo após a pesquisa de um determinado produto no Google. Tudo está interligado. Então, ao invés de usar técnicas de marketing de massa, a futura estratégia de marketing será baseada nas pessoas.

  • Web Semântica

A tecnologia blockchain stack traz adiante o tópico chamado de web semântica. A web semântica significa simplesmente o método de entender um conteúdo da internet como um comportamento humano, e está tudo conectado com aprendizado de máquina e inteligência artificial. A web semântica basicamente tenta ensinar o computador a entender os dados e como eles se comportam.

Enquanto a Web 2.0 depende de palavras-chave, ranking de página e domínio para classificar o conteúdo, o navegador Web3 tenta entender um conteúdo da Web como um ser humano.

  • Gráficos 3D e o Futuro dos Conteúdos

Sem dúvida, o conteúdo da web é mais gráfico nos dias de hoje. As pessoas adoram ver e compartilhar vídeos e imagens mais do que textos simples, pois eles são mais vivos e relaxantes para os olhos. Em um futuro próximo, a Realidade Aumentada (AR) e Realidade Virtual (VR) serão uma coisa comum, fazendo com que aplicativos e jogos tenham gráficos tão realistas que você vai se sentir dentro do jogo.

Além disso, a impressão 3D não será limitada aos usos de laboratórios, e as pessoas usarão mais a impressão 3D, ficando assim mais disponíveis e mais baratas.

 

Como a Web 3.0 Stack Funciona?

Quanto maior a mudança, leva mais tempo para a sociedade se adaptar a ela. Sem nenhuma dúvida, o Web 3 stack é bastante complexo e as pessoas comuns precisarão de tempo e esforço da parte dos desenvolvedores. A Web 2.0 é realmente amigável e as pessoas se sentem à vontade para usá-la.

Os especialistas costumam afirmar que as pessoas aceitarão alegremente essa tecnologia, já que a humanidade tem aceitado a tecnologia cada vez mais nas últimas duas décadas. Nós teremos que usar os navegadores dApp para usar os novos aplicativos, e esses aplicativos substituirão, mais cedo ou mais tarde, as tecnologias mais antigas. Por exemplo, dê uma olhada na tabela abaixo.

Casos de UsoTecnologia Antiga (Web 2.0)Tecnologia Atual (3.0)
Armazenamento em nuvemGoogle Drive, Dropbox, OneDriveFilecoin, Siacon, Storj
Ligação por vídeoSkypeExperty.io
Mensagens onlineWhatsApp, WeChatStatus
Sistema operacionalAndroid, iOSEssential.one
Mídia socialFacebookAkasha, Steem.it
Plataforma de terceirizaçãoUpworkEthlance
NavegadoresGoogle ChromeBrave

 

Estes são apenas um pouco dos exemplos da web3. Irá existir ainda mais aplicativos que substituirão todos os grandes nomes de hoje, e esses aplicativos têm que combater os líderes de mercado que estão dominando o mercado de maneira unitária. Naturalmente, esses aplicativos terão recursos melhores e mais avançados em comparação com os anteriores, mas só o tempo pode dizer se eles são bons o suficiente e se irão conseguir vencer esta batalha.

No entanto, a Web 2.0 não desaparecerá totalmente. Por exemplo, o envio de e-mails não desapareceu após o surgimento de plataformas de comunicação mais inteligentes, mas eles simplesmente não poderiam vencer a luta contra uma tecnologia melhor.

Diferenças Fundamentais Entre as Plataformas Web

A web 1.0 teve um começo difícil. As pessoas não aceitaram a internet, pois era cara e os dispositivos eram raros, mas hoje em dia quase todas as pessoas têm um celular que tem uma conexão com a internet. Naquela época, os dispositivos com conectividade à Internet eram raros e os especialistas costumam chamar isso da era Somente-Leitura. A maioria dos conteúdos eram criados por profissionais e as pessoas apenas liam estes conteúdos.

Tecnologias mais simples estavam disponíveis, e o Google ainda era uma pequena startup. As pessoas teriam usado o Yahoo! ou AltaVista, mas esses mecanismos de pesquisa concentraram-se em nomes de domínio para avaliar a relevância dos resultados da pesquisa. No âmbito de compartilhar arquivos de pessoa para pessoa, o Napster e o BitTorrent eram muito populares. A web não era nem social nem semântica, então nós poderíamos chamá-la de “Web Simplificada”. Os sites só tinham hiperlinks e recursos de favoritos e eram todos estáticos, e você poderia navegar pelo conteúdo inteiro sem escrever nenhum comentário ou fazer nenhuma avaliação, não houvendo assim comunicação entre o usuário e os servidores.

A Web 2.0 tem a capacidade de ler e escrever o conteúdo da web. Sites estáticos foram substituídos por sites dinâmicos interativos, e isso fez com que os blogs tivessem um grande crescimento e se tornando mais populares do que nunca. Outro serviço é o Wikipedia, uma biblioteca aberta onde você pode encontrar todo o conhecimento que precisa. Mensagens instantâneas se tornaram algo comum e natural para os usuários.

Ao invés de ser uma web simples, são freqüentemente chamados de “Web Social”, pois tem uma interação bem melhor, e permite também transmitir vídeos e hospedar várias aplicações. Cada loja tradicional teve que se converter em lojas online para melhores maneiras de marketing, e assim gerar mais vendas.

 

Capítulo-2: Web 1.0 x Web 2.0 x Web 3.0

A evoluç¦o da Web Uma análise comparativa

 

  • Web 1.0: O Começo de Tudo

Todos vocês ouviram várias piadas sobre como era uma conexão discada e como demorava 200 anos para baixar um arquivo de 5Mb, certo? Naquela época, as pessoas usavam principalmente a internet para manter a comunicação básica, e geralmente o uso da internet se destinava apenas aos grandes escritórios corporativos. O número de sites não era nada comparado a agora, e eu sei que todas as crianças dos anos 90 irão se identificar com estas coisas.

Pois é, as coisas não eram tão boas naquela época, mas pelo menos foi um começo. Foi o começo de uma nova era de civilização, em que nós chamamos isso de internet – a Web 1.0.

A Web 1.0 era unidirecional. As pequenas, médias e grandes empresas criavam conteúdos para as pessoas lerem, havendo assim pouca ou nenhuma interação com o fluxo de dados. Mas as coisas eram muito chatas, o conteúdo não falava das pessoas, os sites tinham longos monólogos preenchidos apenas com informações lineares.

Ninguém pensou que o número de usuários poderia chegar a ultrapassar milhões. O plano inicial era conectar as informações e criar um banco de dados com tudo que existia.

Os usuários só podiam ler os dados. Somente criadores de conteúdo poderiam editar e escrever o conteúdo, então era como ler livros em uma biblioteca. Os usuários não tinham muito direito, eram apenas meros consumidores de conteúdo.

Nesta época foi que começou o plágio, onde as pessoas começaram a copiar o conteúdo de outros e colar em seus próprios websites. Conteúdos exclusivos tornaram-se raros, e foi neste momento que perceberam que era a hora da internet evoluir. Até mesmo as universidades, consideradas o nível mais alto de educação, não acreditavam na internet. Você teria que correr para as bibliotecas para obter informações simples.

Não havia mídias sociais. Sem dúvida alguma, a internet teve um começo instável no seu início, mas as coisas deram uma reviravolta gigantesca e a internet começou a crescer novamente.

  • Web 2.0: A Revolução Social

Os usuários finais obtiveram benefícios depois que a Web 2.0 entrou em cena. Os usuários agora podiam escrever os dados e lê-los a qualquer momento. As pessoas perceberam que uma estrutura que pode lidar com apenas um milhão de usuários tinha uma restrição séria, mas a Web 2.0 poderia lidar com bilhões de usuários simultaneamente. A Web 2.0 possui estruturas baseadas em Ajax e JavaScript, e os blogs substituíram o conteúdo chato da web estática.

A Web 2.0 também introduziu streaming de vídeo e jogos online, e tudo começou a ficar disponível online. Os sites começaram a se tornar interativos e mais vivos, e as lojas online começaram a governar a economia mundial. Você poderia dizer que foi uma verdadeira revolução, e de fato a introdução de aplicações web abriu um horizonte no futuro.

Mas, e a respeito do futuro? Como a internet será no futuro? Só existe uma maneira de responder a esta pergunta: a tecnologia da Web 3.0 e o blockchain stack.

  • Web 3.0: A Internet do Futuro

Os recursos da Web 3 irão soar como filmes de ficção científica, pois, além de ler e escrever, os aplicativos podem executar vários dados. Uma internet descentralizada se apresenta às pessoas com a capacidade de pesquisa semântica. Em uma pesquisa semântica, o resultado da pesquisa será ainda mais preciso e relevante.

A Web 3.0 stack se concentra na tecnologia peer-to-peer, então, isso excluirá o intermediário. Esta ação terá um grande impacto na tecnologia, e não precisaremos depender dos gigantescos servidores de dados controlados por uma empresa privada. Nossos dados pessoais estarão ainda mais seguros e privados. Iremos reduzir a necessidade da palavra “intermediário” do mundo da internet. Embora a Web 1.0 e a Web 2.0 sejam chamadas de “Web Simples” e “Web Social”, os especialistas costumam chamar a Web 3 de “Web Semântica”.

A web semântica tenta conectar o conhecimento em um sentido verdadeiro e em conjunto. Você poderia chamar isso de uma bela conexão entre conhecimento e tecnologia. Vamos dar uma olhada na tabela de comparação da Web 3.0 x Web 2.0 x Web 1.0 abaixo para ter uma visão melhor sobre o que estamos falando.

Quando o debate chega à Web 3.0 e à Web 2.0, a Web 3 é inimaginavelmente melhor do que seu ancestral.

Além de ler e escrever, a Web 3 Stack pode executar arquivos de acordo com Burners-Lee. Ela tem características como pesquisas semânticas, assistentes digitais personalizados e, além disso, é a web baseada em aplicativos inteligentes com melhores funcionalidades. Tudo isso gera a combinação perfeita de tecnologia e conhecimento. A Web 3 Stack foca em uma rede descentralizada peer-to-peer que esmaga as empresas corporativas centralizadas.

Comparações entre Web 3.0 x Web 2.0 x Web 1.0

CategoriesWeb 1.0Web 2.0Web 3.0
InteraçãoSomente leituraLer e escreverLer, escrever e executar
Sequência de precedência2º3º
Tipo da WebSimplesSocialSemântica
Capacidade de UsuáriosMilhõesBilhõesTrilhões
PropósitoConectar informaçõesConectar pessoasConectar conhecimento
Período de Tempo1990-20002000-20152015-desconhecido
SitesEstáticoDinâmicoSemântico
Inteligência ArtificialIndisponívelIndisponívelDisponível
ConteúdosCriado somente pelos expertsBlogs e mídia socialStreams mais personalizados
Motores de BuscaEspeculação sobre nome de domínioSEOMotores de busca baseados em IA
Tipo de redeCentralizadoCentralizadoDescentralizado

Capítulo-3: Reenquadrando a Estrutura da Web

O que nós costumávamos fazer no passado? Depois de termos nossos próprios computadores, nós nos conectávamos com outros computadores usando os protocolos da internet.

Tente se lembrar da época em que costumávamos salvar os dados em um disquete. Esta época se foi há muito tempo e os disquetes muito provavelmente estão em um museu neste exato momento. Com todo avanço da tecnologia e com a invenção da internet, começamos a tornar a transação de dados mais rápida do que nunca.

Depois de 30 anos de revolução na estrutura de dados da internet, ainda estamos na época do protocolo cliente-servidor. A arquitetura não mudou muito, apenas sofreu algumas atualizações em relação a original.

No entanto, com a revolução das aplicações de blockchain stack em nosso meio, podemos presumir que veremos muitas mudanças na arquitetura da web daqui para frente.

Do Centralizado ao Descentralizado

Uma das maiores falhas da Web 2.0 e da Web 1.0 é a arquitetura baseada em cliente e servidor. Então, se você começar a pensar sobre isso mais a fundo, todos os nossos dados pessoais na internet estão basicamente armazenados em um computador com um armazenamento enorme. Não há fugazy ou fugazi! Todos os dados são de propriedade de qualquer empresa privada. Então, essa cena representa uma séria ameaça à nossa privacidade.

Esse sistema centralizado causou bastante barulho nos últimos anos. Por exemplo, você pode pensar na violação de dados do Facebook e na invasão do i-Cloud da Apple, onde muitos dados confidenciais vazaram para o público. Os gigantes corporativos estão controlando nossas vidas de várias maneiras.

Por outro lado, uma rede descentralizada está livre da ameaça de violação de dados e ninguém tem autoridade sobre seus dados pessoais, não havendo assim nenhum servidor centralizado. Todos os dados serão distribuídos por toda a rede e seus dados podem ser armazenados em uma geladeira ou torradeira, se estes dispositivos tiverem acesso à Internet. Essa é a verdadeira beleza da tecnologia blockchain stack da Web 3.0 – uma rede descentralizada, segura e privada que se concentra em ser mais humana.

 

Internet Centralizada vs Descentralizada

Mudando Para a Democracia de Dados

A conexão Peer to Peer foi muito conhecida desde meados de 1990, no entanto, a fama aumentou quando começamos a usar programas de compartilhamento como Tor Browser ou BitTorrent.

Com a revolução da criptomoeda, o blockchain está levando esta infra-estrutura para um nível totalmente novo. Agora podemos avançar para descentralizar a estrutura de dados de nosso típico sistema centralizado.

Na última web3, estamos redesenhando a infraestrutura de dados da internet. No entanto, é importante saber que o blockchain não é a única tecnologia por trás disso, há muitos outros sites descentralizados.

A principal razão para isto é que as aplicações do blockchain stack não são ideais para armazenar uma grande quantidade de dados, pois ainda tem um problema de escalabilidade e não tem muita privacidade.

 

Capítulo-4: Mudança Geral de Infraestrutura da Web na Blockchain Stack

A infraestrutura da nova Web 3.0 e da tecnologia do blockchain stack é diferente das anteriores. A transição é enorme e granular, mas o processo de mudar do ambiente cliente-servidor para a web descentralizada não será radical.

Isto ainda está na fase de desenvolvimento, e, assim, a transição seria primeiro ao criar uma rede parcialmente descentralizada e depois converter totalmente em descentralizado. No entanto, você também deve considerar o fato de que, mesmo que sejam mais seguros, são muito mais lentos do que os anteriores.

No entanto, mesmo que o futuro seja mais descentralizado, ainda assim não significará que esqueceríamos completamente do sistema centralizado. Eles também têm vantagens e podemos definitivamente usá-los para nossa vantagem.

 

Capítulo-5: As Camadas da Arquitetura –

Infográfico da Tecnologia Blockchain Stack

Infográfico da Tecnologia Blockchain Stack

Capítulo-5.1: Camada de Aplicação

Eu defini as primeiras camadas desta arquitetura. A camada de aplicações terá o navegador dApp, hospedagem de aplicativos, dApps e interfaces de usuário.

  • O Navegador dApps

Em primeiro lugar, a primeira camada na infraestrutura de uma arquitetura de aplicação blockchain da Web 3.0 é o navegador dApps. Então, o que é um navegador dApps?

Um navegador dApps permitirá que você acesse a aplicação de forma descentralizada. Um navegador normal, como o Firefox ou o Chrome, não tem a infraestrutura para permitir que você navegue pelas novas aplicações descentralizados que estão conquistando o mundo.

Alguns navegadores dApps oferecem um navegador completo juntamente a uma interface do usuário. A única diferença é que você pode acessar a internet normal junto com os novos aplicativos web3.

O metal mask é um dos mais populares. Na verdade, ele é um plug-in que você pode adicionar ao Mozilla, Chrome ou Brave, e você não precisará executar um nó completo para usá-lo. É por isso que ele é eficiente.

Outros navegadores são o Trust browser e o Cipher. Estes também têm uma grande saída quando se trata de navegadores web3. O Cipher é destinado a dispositivos móveis e permite navegar por todos os aplicativos descentralizados e escolher entre eles.

Ele é como a loja de aplicativos do Google, mas aqui você terá todos os aplicativos descentralizados em um só lugar. O mesmo vale para o navegador Trust, mas ele oferece também serviços de carteiras, e destinado a acompanhar todas as suas criptomoedas e também para comprar os aplicativos.

  • Hospedagem de Aplicações

Essa camada é absolutamente necessária para hospedar a próxima camada (dApps). Você já se perguntou sobre todos esses aplicativos que você baixar, e como eles estão realmente funcionando? Bem, o que a hospedagem faz é disponibilizar o aplicativo através do armazenamento em nuvem.

Dessa forma, o aplicativo será hospedado na rede descentralizada que usa o Software como um Serviço (Software as a Service – Saas).

A aplicação descentralizada precisa dessa camada porque essa camada fornece muito suporte aos usuários. Essa camada torna todos os dApps fáceis de acessar e integrar com qualquer dispositivo.

Eles também têm um risco muito pequeno e um baixo custo de manutenção. Assim, ajudando o desenvolvedor em todos os sentidos.

  • Aplicações Descentralizadas

Os dApps são provavelmente uma das camadas mais importantes do blockchain stack da web3. Com a evolução da tecnologia blockchain, esses dApps agora estão assumindo nosso atual sistema de aplicativos centralizado.

Agora, as pessoas podem se conectar usando uma rede de servidor peer to peer na rede blockchain. A comunidade dos dApps passou por algumas mudanças muito graves nos últimos anos. Para criar um bom dApp, você precisa ter dados externos, computação, monetização, armazenamento de arquivos e um sistema de pagamento.

Era muito difícil construir um dApp nos últimos anos, mas agora, em 2018, isso não é mais um problema tão grande. A tecnologia do blockchain stack no web3 é responsável por ajudar no desenvolvimento dessa camada.

 

Capítulo-5.2: Serviços e Componentes Opcionais

O segundo estágio das camadas basicamente entra na camada da tecnologia. Essa camada abrange todas as ferramentas importantes para criar e executar a camada dApps. Geralmente, ele abrange feeds de dados, computação off-chain, Governance (DAO), state channels e side chains.

Agora, vamos dar uma olhada mais de perto no assunto.

  • Feeds de Dados

O feed de dados também é conhecido como um feed da Web e é um dos aspectos mais importantes do blockchain stack na web3. É um mecanismo usado para receber informações de dados atualizadas de fontes confiáveis. Na nova tecnologia, os feeds de dados serão obviamente descentralizados.

E o mais importante é que os nós consigam atualizar suas informações de de forma correta.

  • Computação Off-chain

A computação off-chain fala por si. O processo de computação é feito fora das aplicações do blockchain stack, e é comparativamente menos custoso e economiza mais tempo do que a computação em cadeira. O cálculo off-chain não garante apenas a credibilidade dos valores, mas também garante que não seja possível revertê-los.

A compilação do off-chain fornece uma camada extra de privacidade, e também o backup perfeito para o desenvolvimento de uma aplicação descentralizada. Sistemas de memória virtual são o exemplo perfeito para essa parte.

  • Governança

Você deve estar se perguntando como um sistema descentralizado teria um componente de governance dentro dele. No entanto, é realmente necessário para a infraestrutura específica do stack dentro da web3.

Nesse caso, não haverá necessidade de nenhuma personalidade administrativa neste recurso. Uma organização autônoma descentralizada é perfeita para os desenvolvedores utilizarem em seus projetos, pois essas organizações lidam com contratos inteligentes.

Um DAO é executado inicialmente no protocolo de descentralização da tecnologia blockchain stack.

  • State Channels

Os state channels são apenas um caminho de duas vias entre dois peers que desejam se comunicar entre si por meio de transações. Cada usuário no canal terá que assinar suas transações com sua chave privada para garantir que elas sejam totalmente autorizadas e provenientes do usuário real.

Esses canais também são privados e estão disponíveis apenas para os participantes. No entanto, esses canais vêm com um período de tempo limitado, o que significa que eles desaparecerão após um certo período de tempo predeterminado.

Componentes Opcionais

  • Assinatura Múltipla (Multi-Signature)

A assinatura múltipla é uma parte muito importante da arquitetura de 3 camadas da web. Essa assinatura permite segurança na transação, fornecendo um sinal exclusivo, sendo que esses endereços exigiriam que qualquer usuário assinasse uma transação na web antes de transmitir o pacote.

Você pode decidir quantas assinaturas deseja ou ainda pode escolher por fornece-los antes mesmo de criar o endereço.

BitGo primeiro lançou esta nova tecnologia e agora está sendo usado extensivamente no blockchain stack da web 3.0. É por isso que elas são uma das necessidades da arquitetura de aplicativos blockchain da Web 3.0.

  • Oracle

Oracles são uma forma de feeds de dados usados na rede blockchain para suportar contratos inteligentes. Eles agem como um agente, que descobre informações sobre a situação do mundo real e carrega essas informações para os contratos inteligentes.

Por que?

Bem, isso se deve porque a rede blockchain não tem acesso ao mundo exterior. Portanto, se a rede quiser executar contratos inteligentes ou estiver precisando de qualquer tipo de informação fora da rede, ela terá que acessar as informações por outros meios.

Para desbloquear determinadas condições no contrato inteligente, é necessário um certo valor. Uma vez obtido todo o valor dos Oracles, ele pode prosseguir conforme as instruções.

Então, Oracles realmente funcionam como o provedor desses valores. Pode ser qualquer coisa, algum tipo de avaliação de mercado, pagamentos, ou qualquer outra coisa.

Um Oracle é uma das partes essenciais da tecnologia blockchain stack na web 3.0. Sem isso, a rede não poderá funcionar corretamente.

  • Carteira

Por carteira na arquitetura de aplicações blockchain, quero dizer as carteiras digitais ou carteiras de criptomoeda. Elas são programas para que armazenem chaves públicas e privadas de um usuário e interagem com outras redes blockchain. Com esses recursos, você poderá monitorar seus ativos digitais, como Bitcoin, Ethereum, Lite e muito mais.

  • Ativos Digitais

Os ativos digitais podem ser muitas coisas, mas, neste mundo do blockchain, eles levam diretamente para as cryptocurrencies. O novo blockchain stack da web 3.0 oferece a utilização dessas moedas, e você também pode ver imagens, vídeos e contratos textuais como ativos digitais.

Esses são apenas alguns dos serviços que a tecnologia blockchain stack da web 3.0 irá fornecer. O stack da Web 3.0 é a nova revolução da arquitetura de 3 camadas da Web digital.

  • Contratos Inteligentes

O contrato inteligente simplesmente se livra do intermediário. Você não terá que lidar com questões de confiança e poderá trocar seus objetos de valor, como dinheiro, ações ou propriedade, e até mesmo fichas, de uma maneira livre de conflitos.

Os contratos inteligentes baseiam-se no acordo entre as partes. As regras são definidas a partir de antes e depois da execução dessas regras, então todos receberão sua parte do dinheiro. Tudo é automatizado, e por isso não há influência de uma autoridade superior.

Normalmente os contatos normais têm muitas falhas, mas aqui o dinheiro da conta cai na conta do membro da equipe logo após a conclusão dessas tarefas, fazendo assim processo ser extremamente transparente.

  • Identidade Digital

A identidade digital é extremamente crucial para a arquitetura de aplicativos blockchain da web 3.0, já que todos serão conectados através da Internet. Portanto, é necessário ter um ID digital que o defina ou faça autorizações onde for necessário.

Você pode ter vários IDs digitais em várias plataformas, onde quer que seja necessário. No entanto, uma identidade digital garantirá sua segurança e privacidade completamente.

Uma identidade digital terá alguns atributos, tais como:

  1. Seu nome de usuário e senha.
  2. Data de nascimento.
  3. Sua atividade online.
  4. Número de segurança.
  5. Histórico de transações.
  6. Registros médicos.

Um ID digital pode ser usado para vincular outros recursos, como domínios, e-mails, URLs e etc. Em um mundo em que os crimes virtuais estão sempre aumentando, isto se torna uma necessidade.

  • Lojas de Arquivos Distribuídos

Um arquivo ou sistema distribuído é um local do servidor onde os dados são armazenados. Você pode acessar os dados conforme desejar, como faria com o seu computador, mas o processo é mais conveniente.

O servidor exigirá autenticação para acesso e, depois disso, dará controle total somente a esse cliente autorizado.

 

Capítulo-5.3: Camada de Protocolo

A camada de rede abrange os diferentes algoritmos de consenso, requisitos de participação, máquinas virtuais e muito mais. Vamos dar uma olhada mais de perto neles.

  • Algoritmos de Consenso

Os blockchains usam algoritmos de consenso para garantir que os nós cheguem a um acordo. É um ótimo processo para tornar a rede mais eficiente, mas você deve estar se perguntando o por quê? Bem, eles adicionam um novo nível de confiabilidade mesmo com nós não confiáveis.

A questão aqui é resolver o problema de consenso já conhecido. Principalmente se a rede possui sistemas multiagentes e protocolos de computação distribuída.

Para tornar tudo isso real, o algoritmo tem que pensar que alguns dos nós certamente estarão indisponíveis e a rede terá perdas de dados. Isso torna o algoritmo uma máquina tolerante a falhas. Torná-lo tolerante a falhas desde o início aumentará a eficiência da rede, pois ela será preparada, mesmo que não ocorra.

Existem muitos desenvolvedores atualmente experimentando o algoritmo. O objetivo é desenvolver um que ofereça o melhor conteúdo aos usuários. Vamos ver o que os poucos que existem sobre a tecnologia blockchain oferecem hoje em dia.

  1. ASIC-proof of work (POW) otimizado – Bitcoin e Bitcoin Cash
  2. ASIC-resistant POW – Ethereum 1.0, Zcash, Monero, outros
  3. POW and POS with fallback – Thunder
  4. Proof of elapsed time (POET) and proof of space and time (POST) – Chia
  5. POST com dados úteis – Filecoin
  6. Braided POW – Kadena
  7. Casper TFG proof of stake (POS) – Ethereum 2.0
  8. Hybrid POS/ POW – Decred
  9. Byzantine acordo com eleição de líder (BA⋆) – Algorand
  10. Honeybadger POS – Polkadot
  11. Delegated proof of stake (DPOS) – EOS
  12. DPOS variant – Tezos
  13. DPOS variant – Tendermint
  14. Proof of history (POH) – Solana
  15. Stellar Consensus Protocol
  16. Ripple Consensus Protocol
  17. Leader-centered blockchain consensus

Estes são apenas alguns exemplos de algoritmos de consenso.

  • Side Chains

Algumas pessoas confundem side chains com state chains, mas, no entanto, a diferença é enorme. O side chain é um tipo exclusivo de mecanismo emergente introduzido para permitir que tokens ou outros ativos passem da blockchain mãe para uma blockchain separada e depois faz a volta novamente.

A side chain possui um gigantesco potencial para desenvolvedores. Os desenvolvedores podem facilmente desenvolver aplicações descentralizados dentro do side chain sem influenciar a cadeia principal de forma alguma. No entanto, todos na rede poderão utilizar a eficácia dos aplicativos.

Eles são células independentes de diferentes redes blockchain, que têm que fornecer a segurança por si mesmas, sendo assim, eles podem ser invadidos. No entanto, se um side chain for comprometido, isso afetará apenas aquele e deixará os outros sem que sejam afetados.

  • Requisitos de Participação

Isso se refere principalmente aos diferentes tipos de rede blockchain, que também irão refletir no stack da web3. A nova plataforma descentralizada do blockchain web3 possui principalmente três tipos de infraestrutura.

Uma delas é pública ou blockchain sem permissões, onde qualquer usuário pode entrar na rede sem a necessidade de quaisquer condições serem atendidas. Assim, eles podem baixar os protocolos oferecidos pela rede sem problemas.

Do outro lado existem as privadas ou blockchain com permissões, onde qualquer usuário pode entrar na rede sem a necessidade de quaisquer condições serem atendidas. Assim, eles podem baixar os protocolos ou outros benefícios oferecidos pela rede sem problemas.

  • Máquina Virtual

É outro fator importante da arquitetura de aplicativos blockchain. Máquinas virtuais, ou principalmente a máquina virtual Ethereum são bastante populares entre todos os novos sistemas de tecnologia blockchain.

O foco principal das máquinas virtuais é manter a segurança e executar fontes de código não confiáveis de todos os computadores da rede. Em termos simples, o EVM está agora aqui para evitar a ameaça mais comum do mundo da criptografia, que é um ataque de negação de serviço (Denial-of-service).

Esse tipo de ataque cibernético é bastante perigoso e mortal, pois pode tornar os recursos de uma rede indisponíveis para o usuário. Ele também pode garantir que nenhum programa interfira nas tarefas uns dos outros e que tudo continue funcionando sem problemas.

Esse ambiente foi construído para permitir um ambiente de tempo de execução para contratos inteligentes, para que os usuários possam se beneficiar do serviço. Você deve estar bem ciente do fato de que contratos inteligentes são muito populares hoje em dia.

Para tornar os contratos inteligentes mais seguros e conseguir realizar uma transação sem qualquer interferência, as máquinas virtuais se mostram realmente muito úteis.

Vejamos os diferentes tipos de máquinas virtuais ou máquinas de transição de estado usadas por diferentes blockchains.

  1. Ethereum 1.0, WANchain, Hashgraph, Ethermint, e outros – Ethereum Virtual Machine (EVM)
  2. Solana, Cardano – Direct LLVM exposure
  3. Ethereum 2.0, EOS, Dfinity, Polkadot – Web Assembly Virtual Machine (WASM)
  4. Kadena, Corda, Tezos a Rchain usa suas próprias máquinas de transição de estado personalizadas.
Por que essas plataformas usam suas máquinas virtuais personalizadas?

Bem, o problema é que todos têm uma visão diferente quando se trata de blockchain e segurança. Kadena vê os contratos inteligentes como uma tecnologia legível pelos humanos, e é por isso que eles escolhem seguir esse caminho.

Por outro lado, Rchain permite que contratos inteligentes sejam executados em diferentes dApps, mas eles precisam ser verificados primeiro.

Tezos também segue essa regra de verificação antes de permitir que qualquer um crie um contrato, ou até mesmo que faça parte de um.

Corda quer garantir o mais alto nível de descentralização possível, e é por isso que eles correm por SNARKs toda vez para garantir a verificação completa do nó e aumenta a probabilidade de integridade a partir de então.

 

Capítulo-5.4: Camada de Rede e Transporte

A camada de rede consiste principalmente em RLPx, Faça Seu Próprio (Roll your Own) e o Ambiente de Execução Confiável (Trusted Execution Environment – TEE). Vamos ver como eles são.

  • RLPx

O RLPx é um conjunto de protocolos e redes criado para auxiliar no propósito geral de transporte entre dois pares. Também permite uma interface para aplicativos para que os usuários possam se comunicar dentro da rede.

Ele foi projetado para aplicações descentralizadas e, atualmente, a Ethereum está usando-o.

A versão mais recente do RLPx está fornecendo uma camada de rede para o Ethereum.

As principais características desta incrível tecnologia são a capacidade de descobrir nós e formar a rede geral. Além disso, eles também fazem a criptografa de handshakes e transportes entre dois usuários.

Ele também é usado para enquadrar diferentes protocolos e controla o fluxo geral de dados na rede. O RLPx é usado para preferir certos pares para tomada de decisão e outros objetivos.

Ele também permite uma conectividade autêntica na rede p2p. Todos nós sabemos como a arquitetura das aplicações blockchain precisam de uma grande quantidade de segurança para ser executada, e essa pode ser a melhor maneira de fazer isso. Como a arquitetura da web de 3 camadas é descentralizada, adicionar um protocolo de descoberta de autenticação e criptografar o canal de transporte certamente terá muitos benefícios.

Com a integração de pares RLPx, agora é possível conectar-se perfeitamente à nova arquitetura da web de 3 camadas sem nenhum problema.

  • Faça Seu Próprio (Roll Your Own)

Roll Your Own é um processo usado apenas quando protocolos padrão não acompanham sua infraestrutura. Esse método permite que um usuário crie seu protocolo personalizado para melhor se ajustar às suas necessidades.

A melhor prática para usuários comuns é usar protocolos padrão. No entanto, nem todo protocolo funciona com todas as camadas físicas e com toda a nova tecnologia de blockchain em ascensão, manter essa opção na rede é um ponto positivo.

Toda rede blockchain traz algo novo na mesa. Assim, uma opção para criar protocolos personalizados garantirá a criatividade e o potencial de crescimento da arquitetura geral da Web de 3 camadas.

  • Ambiente de Execução Confiável (Trusted Execution Environment)

O Ambiente de Execução Confiável é um dos componentes mais importantes dessa arquitetura de 3 camadas da web. Por quê disso? Como os blockchains têm problemas de escalabilidade, para superar esse problema é necessário adicionar um sistema que elimine ou reduza esse problema em uma grande extensão.

Praticamente o TEE é, na verdade, uma área isolada ou um servidor distante da rede ou sistema principal. O TEE permite que os dados sejam armazenados na rede e também garante a segurança dessas informações.

Como a Web 3.0, o stack tem uma infraestrutura descentralizada, é bastante lógico integrar o TEE no sistema e fornecer segurança e confidencialidade de ponta a ponta a todo o sistema.

  • Rede de Entrega de Bloco (Block Delivery Network)

Rede de entrega em bloco é um sistema de rede distribuída que entrega páginas ou outro conteúdo da web a qualquer usuário que solicite por estas informações.

O sistema fornece esses conteúdos com base na localização, no servidor e na origem da página da web. Este serviço realmente é útil para sites que têm um tráfego muito alto e são reconhecidos mundialmente.

Esses servidores estão localizados em todo o mundo e oferecem suporte de backup aos usuários. Se você estiver próximo a esses servidores, provavelmente irá acessar os dados solicitados mais rapidamente do que aqueles que estão mais distantes.

A rede de entrega de bloco armazena em cache o conteúdo de um site e, em seguida, entrega-o ao usuário em um de seus servidores.

Algumas das suas funções são:

  1. Segurança no Acesso Periférico – Diretamente acessa e protege a interface do usuário e oferece suporte adicional para câmeras, impressões digitais e assim por diante.
  2. Segurança na Comunicação – Operações criptografadas, chaves de criptografia.
  3. Identificação de Dispositivos e Procedimentos de Autenticação – O TEE se livra de todos os loops de segurança e dá uma identificação única ao seu dispositivo. Qualquer login de outros dispositivos alertaria o sistema imediatamente.

 

Capítulo-5.5: Camada de Infraestrutura

  • Minerando Como Um Serviço (Mining As A Service)

A mineração é uma grande palavra no mundo da criptografia no momento. Ele primeiro veio do bitcoin e agora se espalhou pelo sistema do blockchain stack na web3. A web descentralizada agora requer essa oportunidade como serviço.

Existem muitas empresas que oferecem a mineração como serviço. Um dos exemplos é o DMG, onde eles oferecem uma solução de MaaS para investidores ou indivíduos que desejam atingir esse objetivo em escala industrial.

Eles obterão um fluxo constante de receita e, todos, os mineradores receberão sua parte do lucro. A web descentralizada agora garante esse novo tipo de estratégia de negócios.

  • Rede

A rede da principal stack da Web 3.0 é descentralizada. A rede não exige autoridade central para manter o sistema. Assim, cada usuário terá a privacidade que tanto deseja.

O processo é tido exatamente como o da rede blockchain, mas com escalabilidade adicional. Como o web3 stack agora será executado nesse tipo de rede, ele terá seu próprio navegador web3. Todos esses navegadores web3 também serão descentralizados.

As aplicações blockchain em execução na rede também serão descentralizados, mas, para a fase inicial, devem ser executadas as aplicações centralizados e aplicativos descentralizados.

Portanto, as aplicações do blockchain stack teriam a mesma estrutura dos dApps.

  • Virtualização

Virtualização significa criar um recurso virtual, como desktop, servidor, sistema operacional, rede, armazenamento, etc. A virtualização é a espinha dorsal da arquitetura de 3 camadas da web. Ele transformará a computação tradicional e gerenciará cargas de trabalho mais escalonáveis do que antes.

Já existe há décadas e finalmente está mostrando todo o seu potencial com a nova estrutura blockchain da web 3.0. Agora você pode aplicá-lo a quase todas as camadas da estrutura de TI.

Operando ao nível de hardware, nível do sistema e nível de servidor, a virtualização pode realmente mudar a maneira como vemos as coisas agora.

Cada camada tem seu próprio conjunto de complexidade e autorização, mas elas são interconectáveis. Essa tecnologia reduz o custo de implantação, recursos, custos operacionais e muito mais.

  • Computação

Por computação, quero dizer computação distribuída. É um conceito em que vários computadores trabalham em um único problema para resolvê-lo. Isso economiza muito tempo e torna a tarefa mais fácil do que antes. Um único problema pode ser dividido em várias partes e depois distribuído pela rede.

Depois disso, um grupo de computadores participantes resolverá o problema e estarão conectados entre si através da rede. Então, para resolver os problemas, todos os computadores agem como uma entidade única.

Como eles fazem isso? Bem, eles estão todos conectados por um agente de software muito leve. Os agentes enviam dados para o servidor sempre que encontrar uma máquina ociosa para computação e, em seguida, designa uma tarefa.

Este é o mesmo processo da mineração de criptomoedas, e também do bitcoin. Todos aqueles que estão minerando também podem trabalhar como uma unidade e resolver o problema, e depois serem recompensados por disso.

  • Nós

O que é um nó? Uma web descentralizada consiste em milhares e milhares de nós, portanto, é bem provável que esta questão seja levantada. Este é o ponto de interação de uma rede, e, em qualquer ambiente virtual, todos os dispositivos acessíveis serão chamados de nós.

Estes são os principais pontos centrais onde os tráfegos da internet são direcionados principalmente para o seu destino. Em um mercado descentralizado, eles acompanham a transação e atualizam ou tomam uma decisão sem problemas.

Os nós são a razão pela qual foi possível criar a web descentralizada. A ideia veio da teoria de comutação de pacotes e agora é estabelecida como a raiz de uma plataforma web blockchain ou uma tecnologia blockchain stack da web 3.0.

No entanto, algumas redes podem ter nós de autoridade superiores que são escolhidos para tomar uma decisão importante ou distribuir tarefas entre outros nós.

Como cada nó tem a mesma informação e a perda de um nó não irá afetar muito a rede. Toda a tecnologia blockchain stack da web 3.0 foi projetada dessa maneira.

  • Tokens

Os tokens também fazem parte da infraestrutura stack da Web 3.0. Com o sistema web descentralizado, é uma questão de tempo para que eles também sejam incluídos. Tokens, principalmente tokens criptográficos, são moedas digitais que funcionam em sua rede blockchain individual.

Eles são um ativo e é possível usar o recurso na rede para obter os recursos que a rede oferece. Estes também são usados para financiar qualquer novo projeto e inicializar o desenvolvimento do projeto.

Na nova versão da web descentralizada, é bastante normal incluir um sistema de token como uma opção de captação de recursos. Os tokens podem representar uma nova criptomoeda ou também podem ter um uso completamente diferente no sistema.

Você pode usar alguns dos tokens para comprar outras criptomoedas também. No entanto, é um ativo comerciável e transferível na infraestrutura de arquitetura de aplicativo blockchain da web 3.0.

  • Armazenamento

Nós já temos armazenamento certo? Mas eles estão seguros o suficiente? Todos os armazenamentos hoje em dia são centralizados e apresentam maior risco de vulnerabilidades. Não é incomum que os hackers possam invadir essas unidades de armazenamento centralizadas e consigam roubar todas as suas informações privadas.

É por isso que a nova infraestrutura possui uma unidade de armazenamento descentralizada que garante um ambiente melhor e mais seguro.

É a solução potencial para todos os problemas. O sistema ajudará você a armazenar suas informações pessoais sem depender de terceiros que não valorizem a privacidade de suas informações.

O pensamento de armazenamento em nuvem descentralizado foi criado pelas tecnologias blockchain. Eles são comparativamente mais baratos, resistentes e distribuídos do que as soluções em nuvem existentes.

 

Capítulo-6: Como a Web 3.0 Mudará Nossas Vidas?

Grandes nomes da indústria de TI estão agora monopolizando a informação. À medida que entramos na era da informação, o valor da informação certamente irá crescer indefinidamente. A Web 3 stack será um grande sucesso diante dessas empresas corporativas. Ela será descentralizado e mais democrática. Em breve veremos mudanças em nossas vidas diárias.

 

Como a Web 3 Mudará Nossas Vidas

Criptomoedas já estão em uma batalha com os bancos e governos federais. O primeiro celular blockchain do mundo já está por aqui, graças à Foxconn, e com isso as plataformas se tornarão sem confiança. As informações pessoais das pessoas não serão mais um produto para venda.

Nós já estamos testemunhando mudanças ao nosso redor. Zug, uma cidade da Suíça registrou todas as identificações de seus cidadãos em uma blockchain da Ethereum.

Websites como o Pirate Bay receberam inúmeros ataques de vários governos devido a questões de direitos autorais, mas o site continua extremamente popular entre os usuários comuns. Os governos reduziram muitos domínios disponíveis, fazendo assim com que sites como o Pirate Bay estejam a salvo de ações tão fortes dos governos.

Os usuários agora podem dormir um pouco, já que suas informações privadas ficarão mais seguras devido à criptografia avançada da estrutura. A descentralização tornará os hackers rebeldes mais felizes.

Vários aplicativos vão assumir os principais sites, como Facebook, Instagram, Twitter, Google Drive e os navegadores populares. Aplicativos descentralizados se tornarão a coisa do amanhã.

Em suma, o próprio mundo da internet como o conhecemos mudará sua natureza.

 

Web 3.0 Stack: Como será, e Já Está Aqui?

Quando o mundo começou a extrair o resto dos bens da Web 2.0, já era 5 ou 6 anos mais antigo. Demorou cerca de dez anos para desenvolver plenamente a Web 2.0. O navegador Web3 pode levar ainda mais tempo para ser totalmente desenvolvido, pois altera toda a infraestrutura. O principal problema será com a onipresença, já que nossa infraestrutura não está madura o suficiente.

Além disso, podemos ver uma batalha épica entre os grandes nomes centralizados e agora aplicativos descentralizados. O sistema tradicional obviamente tentará resistir. Alguns dizem que o navegador Web3 já está vivo, mas estas pessoas não estão nem corretas nem erradas. É verdade que muitos recursos da Web 3 estão disponíveis, mas este é apenas o começo. Levará muito mais tempo para estar completamente presente. Ainda assim, alguns especialistas dizem que entramos na era da web descentralizada em 2015.

Mas a mudança é inevitável. É apenas a natureza humana ter medo do desconhecido e das coisas novas. Mas assim que entendermos o benefício e o resultado final de tudo, iremos aceitar a mudança mais cedo ou mais tarde.

Você não pode encontrar uma definição distinta decente de nós descentralizados, pois não sabemos como será. Agora só podemos prever o futuro.

Vamos apenas cruzar os dedos e esperar pelo melhor!

O mundo já se curvou à Web 2.0 por seu feedback positivo inimaginável. Os escritórios, as residências e os negócios testemunharam mudanças drásticas desde o início da Web 2.0.

É muito importante dizer que o blockchain stack da Web 3.0 vai ser a próxima grande coisa e vai impactar nossas vidas de todos os aspectos inimagináveis.

 

Web 3.0: Como Chegou a Ser?

O Passado da Web 3.0 Stack

O famoso cientista americano Tim Burners-Lee falou pela primeira vez ao mundo sobre a web semântica em 2001. Às vezes, ele é considerado o inventor da WWW. Mais uma vez, ele prevê que seja uma nova forma de conteúdo da Web que os computadores possam entender. Ele costumava chamar a web semântica de uma extensão do sistema atual, em vez de chamá-lo de um ambiente diferente de computação.

Embora os arquivos tenham sido praticamente de somente leitura em 2001, uma vez que a Web 2.0 ainda não nasceu, Burners-Lee disse que a Web 3.0 Stack, ou a Web semântica lerão, escreverão e executarão os arquivos.

O Quão Complexa é a Web 3.0 Stack?

A complexidade da web descentralizada não tem limites. A tecnologia do blockchain stack na Web 3.0 é extremamente complicada. Os frameworks são redefinidos e o novo idioma é definido. Tais coisas foram imaginadas quando o mundo só tinha Web 1.0.

Como o conteúdo da Web 3 stack é totalmente feito pelos usuários, pode haver a possibilidade de uma internet estéril. Embora pareça improvável, como estamos testemunhando pessoas comuns para criar novos conteúdos a todo momento. Se não houver práticas naturais entre os usuários para criar novos conteúdos, a Web3 stack terá um grande impacto.

A escalabilidade é uma questão muito importante para a web descentralizada. Além disso, o mundo não tem infraestrutura suficiente para estabelecer o ambiente perfeito para a Web 3.0. Ainda assim, o seu futuro depende de como a comunidade web descentralizada trabalha para mitigar as falhas que o sistema possui atualmente.

 

Web 3.0 Stack: O Cenário Atual

A estrutura blockchain da Web 3.0 é bastante familiar ao bolo de camada. Atualmente, diferentes startups estão trabalhando incansavelmente com objetivo de estabelecer aplicações descentralizadas perfeitas que facilitarão a vida dos usuários. Todos os grandes nomes estão trabalhando em projetos de inteligência artificial (AI). Brave já está aqui com seus navegadores de ponta. Só o tempo pode dizer com que rapidez o mundo aceitará essa maravilhosa tecnologia.

Tais atividades das mentes jovens do mundo indicam que o futuro será muito brilhante. As coisas serão mais seguras, mais fáceis e mais orientadas para o usuário.

Todos os dados agora estão vinculados e interconectados, criando uma rede de dados.

 

Google Freebase

Muitos desenvolvedores estão tentando aperfeiçoar o processo de vincular dados em toda a rede. O Google Freebase é um dos melhores exemplos de projetos trabalhando para ele. Eles usam um banco de dados baseado em gráficos. Infelizmente, o Google encerrou o serviço Freebase em meados de 2016.

O Freebase tinha toneladas de dados sobre vários tópicos. Dados de pessoas, localização geográfica e entretenimento ficam basicamente armazenados aqui no Freebase. O Freebase era quase como o Wikipedia de alguma forma.

Wikidata e Wikimedia são alguns projetos que tentaram estabelecer o banco de dados livre de conhecimento. Tanto humanos como computadores podiam ler, escrever e executar as informações no banco de dados.

Depois de encerrar o projeto do Freebase, o Google começou a trabalhar no projeto do Gráfico de Conhecimento (Knowledge Graph). O Gráfico de Conhecimento trabalha principalmente para redefinir os resultados da pesquisa, de modo que as pessoas possam obter as informações certas sem qualquer aborrecimento.

 

Assistentes se Tornando Inteligentes: Siri e Google Now

Siri fez as pessoas sonharem com seu impressionante reconhecimento de fala e seu esforço para atuar como um usuário regular. Ela está aqui principalmente para ajudar os usuários a concluir tarefas com facilidade.

A Siri pode cuidar da reserva do hotel ou restaurante, analisando as condições do voo. Embora, Siri tenha iniciado sua jornada no iPhone e MacBook, ela agora está ativa em vários dispositivos.

Não só a Siri, mas também o Google Now tem muitos fãs. Tudo o que você precisa fazer é perguntar ao Google Now as coisas. Ele pode procurar pela internet, fazer reservas e se comunicar com outro humano sem a necessidade de orientação humana.

Esses assistentes inteligentes serão um cenário comum no futuro, bem como para o blockchain da Web 3.0. Alexa e alguns outros assistentes estão agora muito atrás.

 

Interoperando e Compartilhando o Ecossistema

O blockchain stack da web 3.0 está amadurecendo rapidamente e está emergindo como o novo sucessor. Muitos serviços estão oferecendo acesso público às APIs, o que permitirá que desenvolvedores possam desenvolver independentemente para que tornem o sistema ainda mais robusto.

O ambiente é um grande problema neste caso. Não permitirá que as tecnologias semânticas cooperem, mas também resolverá o problema a partir da raiz. No entanto, desenvolver essas representações semânticas é inteiramente complexo.

A única maneira de alcançar esse ecossistema é tornar a linguagem ou sistema mais natural e legível para a máquina.

Para representar uma web semântica com as futuras aplicações semânticas, as organizações podem se unir e construir um ecossistema de cooperação. Todos eles podem contribuir com uma parte da solução e estruturar toda a rede com uma linguagem amigável à máquina.

No entanto, um serviço pode certamente capturar o significado do texto complexo, mas a união do processo seria mais eficiente e economizaria tempo.

Essa poderosa tecnologia semântica, dados semi-estruturados e um ecossistema rico garantirão a criação do blockchain stack da web 3.0. É uma comunidade onde todos ganham.

 

Como é o Futuro da Web Semântica?

O futuro da web semântica consiste em muitos pontos promissores até agora. A imaginação ou o desenvolvimento por trás disso não era irrealista. No entanto, muitos dos principais fatores da World Wide Web estão ausentes do contexto e é um fato questionável de fato.

A tecnologia é muito mais complexa que as versões anteriores e o assunto está se tornando abstrato demais. No entanto, com mais melhorias, pode seguramente tornar-se o que tanto desejamos.

Existem muitos modelos de sucesso agora na internet sobre a tecnologia blockchain stack, mas nenhum deles realmente cobre o verdadeiro entusiasmo de toda a arquitetura.

No entanto, a presença primária dessa nova web deve ter uma escala de trabalho menor e, depois, crescer mais. A mudança não vai acontecer da noite para o dia, levará tempo.

 

Capítulo-7: Considerações Finais,

No mundo da blockchain e da web descentralizada, é normal que tenhamos uma versão mais nova do sistema da web. Neste caso, temos o stack na Web 3.0, embora o processo ainda esteja em andamento e tenha muitas melhorias que ainda podemos esperar por uma melhor experiência digital agora.

A estrutura web descentralizada, o navegador web3 e a pilha blockchain da web3 certamente fizeram isso.

Vamos ver o que o futuro nos aguarda.


About Author

Olá, sou o Lucas! Graduando em Engenharia de Computação pela UNIFEI - Universidade Federal de Itajubá. Apaixonado por tecnologia e desenvolvedor mobile com foco em Android nativo. Trabalho como freelancer nas horas vagas e sempre em busca de novos desafios.

Leave A Reply