2019: O Ano do Blockchain Federado – O que é Blockchain de Consórcio?

0

A blockchain já existe e é uma tecnologia revolucionária que continua contagiando o mundo e vem assumindo uma ampla gama de setores. O principal objetivo da tecnologia esta num conceito de moeda digital que é executado em um ambiente sem novo e vem para desbancar um sistema centralizado que tem muitas falhas.

No entanto, o novo sistema de registro de informações pode ser uma bênção e uma maldição, principalmente para as empresas que lidam com informações confidenciais. Então, como essas organizações se  beneficiar com segurança utilizando esta nova tecnologia?


Com o avanço do blockchain federado, agora os problemas de sigilo esta para chegar ao fim. O Blockchain Federado pé uma aplicação interessante para eles! mesmo a com a maioria das pessoas desconhecer quase que por completo a existência e suas principais capacidades.

Para te auxiliar, criamos este artigo que vai analisar as entranhas deste bicho-papão. Bora la?!

 

Tabela de Conteúdo

Capítulo 1: O que é o Blockchain Federado ou Blockchain de Consórcio?
Capítulo 2: Como funcionam os consórcios Blockchain?
Capítulo 3: Como um blockchain federado irá capacitar o mundo dos negócios?
Capítulo 4: Casos de Sucesso da Blockchain de Consórcio.
Capítulo-5: 7 Projetos de Consórcios da Blockchain: Primeiro passo em direção ao objetivo.
Capítulo 6: Eles São o Refúgio Para o Desenvolvimento da Blockchain?
Capítulo 7: Finalizando.

 

Capítulo 1: O que é o Blockchain Federado ou Blockchain de Consórcio?

Antes de passarmos para exemplos do blockchain federado, vamos falar um pouco sobre o blockchain privado. O Blockchain privado e  o blockchain federado são muito parecidos, mas possuem suas particularidades. No blockchain privado, você não consegue acessar a menos que esteja autorizado a entrar na rede.

Os blockchains privados basicamente são um sistema de registro distribuído com acesso restrito por permissão. Apenas uma autoridade ou organização precisa redigir o acesso à rede, e as permissões podem ser pública ou até mesmo restrita, esta única organização toma a decisão.

Alguns filtros privados incluem o recurso de legibilidade pública, enquanto outros não. Portanto, se nota que esta opção é uma especificação do blockchain privado, não uma questão estrutural do sistema.

Nessa arquitetura, alguns nós são pré-configurados para fazer mudanças na rede de forma que nenhum outro nó tenha este privilégio. Os blockchains privados são perfeitos para organizações que precisam analisar suas transações internas longe dos olhos só público, isso evita que novas burocracias sejam criadas e evita vazamentos de informações para concorrentes.

Mas isso não atrapalha todo o aspecto descentralizado das blockchains públicas? Para dizer a verdade, sim, Pois os blocos privados não são uma rede puramente descentralizada.

Por outro lado, ela lida bem com as desvantagens do blockchain público como por exemplo a escalabilidade, a privacidade e a saída  de dados lenta. Mas para se livrar disso, você tem que sacrificar alguns pontos de segurança. Então, é mais adequado para uma organização que possui uma quantidade significativa de confiança.

 

Blockchain Federado: A Parte do Enigma

Você deve estar se perguntando: Onde o Blockchain federado se enquadra nessa situação? Os exemplos do blockchain de consórcio ou blockchain federado vão trabalhar para unir o melhor dos dois mundos. Ele é muito parecido com o blockchain privado, mas há diferenças significativas.


Alguns exemplos de blockchain federado vão remover uma única influencia na organização da rede, o que significa que as entidades utilizarão a rede e farão dela um sistema descentralizado.

Assim, em vez de uma única organização estar no comando, você terá várias organizações usando uma rede para seu benefício. Pense nisso como um ponto de encontro one diversas organizações podem trocar informações e trabalhar simultaneamente.

E esse formato pode ser acessado por qualquer tipo de trabalho que exija várias empresas.

Estes grupos vão entrar na plataforam do blockchain federal como fãs apaixonados pelo sistema famintos por atualizações e por inovações e melhoras no sistema. Esses membros serão conhecidos como federados ou membros do consórcio. É por isso que uma nomeação do tipo blockchain é um consórcio blockchain ou blockchain federado.

Infográfico – Blockchain de Consórcio Em Detalhes

blockchain federadas

Capítulo 2: Como funcionam os consórcios Blockchain?

Vamos começar com um exemplo. Imagine que um consórcio da blockchain tenha dez bancos trabalhando juntos e conectados. Para essas dez organizações, um único nó deverá ser pré seleiconado para fazer mudanças na rede.

Estes nós estarão autorizados para escrever ou ler as transações e poderão também permitir ou restingir a participação na rede. Mas, será que outro nó poderá fazer estas tarefas também?

E esta particularidade você não encontra nos blockchains privados.

O mecanismo de tomada de decisão esta baseado num sistema de votação, onde o consórcio precisa utilizar o método de prova de voto (prova de voto)  para finalizar uma decisão. Então agora nós iremos conversar mais sobre como este novo tipo de consenso funciona.

Prova de Voto

O Bitcoin introduziu pela primeira vez o mecanismo de consenso descentralizado denominado ‘Prova de Trabalho’. Depois disso, outros membros da comunidade blockchain(Aqueles que utilizam da tecnologia para inovar em algum setor) adaptaram novos tipos de mecanismo de consenso. No entanto, estes tipos de mecanismo são mais adequado para uma os blockchain de caráter público.

A prova de trabalho ou a prova de participação, não pode lidar com as especificidades do blockchain de consórcio.

 É por isso que a prova de voto ou melhor, uma votação de  consenso de votação foram introduzidos neste aspecto. O objetivo principal desta nova tecnologia é baseado em perseguir cada novo nó selecionado. Aqui, cada nó precisará ser votado para validar um bloco.

O número de votos será pré-determinado. Isto significa que para dez nós selecionados pode significar que sete nós serão pegos ou até mesmo todos serão levados para validar o bloco. Os desenvolvedores da rede irão determinar estas pecuiliridades

Usando diferentes mecanismos, as organizações precisarão ter certeza que cada blocko esta no ponto e nenhum esta perdendo sua eficiência em termos de comunicação.

Isso é um método prático muito eficaz e os blockchains de consórcio pode ser uma nova tecnologia para empresas de alto nível.

Capítulo 3: Como um Blockchain Federada irá capacitar o mundo dos negócios?

Um blockchain público tem um bom nível de segurança, mas é um grande desafio quando muitos usuários entram na rede. Por outro lado, os blockchains privados são uma solução muito rápida e rápida, mas não totalmente descentralizada.

Existe um tipo similar de falhas de segurança, assim como um sistema centralizado. Então, você vê que todas as aplicações da blockchain têm passado por algumas mudanças para se manifestar como uma tecnologia completa.

Mas e quanto ao blockchain federado? Como estão as superando todas as deficiências dessas duas blockchains? Para se beneficiar, eles estão usando um novo tipo de consórcio.

Velocidade mais rápida

A coisa que está sendo mais afetada nas aplicações da blockchain é a velocidade lenta da transação. Sempre que existem vários usuários no sistema, a rede fica mais lenta.

Esse tipo de processo torna todo o processo de suspensão, mas nos exemplos de consórcio da blockchain você é capaz de ter uma velocidade de conexão muito mais rápida.

Aqui, nem todas as pessoas podem transacionar ou validar um bloco. Assim, quando um grupo selecionado de pessoas faz isso, levaria cerca de 100 milissegundos para autorizar uma transação. Isso é uma quantidade insana de velocidade.

Escalabilidade

A maior parte do tipo de problema de escalabilidade não é um blockchain federado. Por que? Porque é um número de nós necessário para uma verificação é sempre controlada. A rede não permite que qualquer membro participe da rede e comece a validar as transações.

Eles passam por um procedimento seguro de autorização para acessar uma rede interna. Assim, tudo na rede é controlado, e você não enfrentará qualquer tipo de problema de escalabilidade

Custos de Transação Baixos

Apesar dos blockchains públicos reivindicar um custo menor para transações, isso nem sempre é verdade. Como dissemos anteriormente, quanto mais pessoas ingressam na rede, mais lenta ficará a transação. O que é um problema cada vez mais complicado, em última instância, aumenta o custo total de uma transação.

Mas esse é o caso do blockchains federado (consórcios blockchain). Aqui, as transações são muito mais rápidas e menos complicadas. Então, com uma relação de custos, o preço geral aumenta.

Assim, usando essa nova tecnologia, você pode obter um custo de transação mais barato.

Baixo Consumo de Energia

As blockchains públicas são executadas em algoritmos de consenso que consomem muita energia, mas, por outro lado, uma mineração ainda exige muito poder computacional. O poder computacional requer mais poder de energia que o uso comum de computadores, e com as expectativas de longo prazo,  o consumo é maior.

Se esta situação persistir, o mundo não será capaz de suprir o requisito mínimo de energia para uma mineração.

O blockchain federado, por outro lado, usa apenas um grupo selecionado de nós para fazer uma validação, logo o problema da arquitetura é muito menor. Além disso, ele não usa os algoritmos de consenso típicos, mas usa um sistema de votação para validar os nós.

Isso não requer muito poder computacional e economiza muita energia.

Nenhum Risco ao Ataque dos 51%

Um ataque de 51% pode facilmente atrapalhar uma natureza usual da rede. Nas blockchain públicas, qualquer um pode entrar na rede e validar um bloco. Mas isso vem com méritos e deméritos. Se um grupo de mineradores se juntarem para aumentar o número de hashs no sistema, podem facilmente tomar o controle dos outros participantes ativos.

Essa situação ocorre se 51% dos usuários associados ao poder geral de mineração na rede. A partir de um momento para o mesmo ou para uma diretiva de benefício.

O blockchain federado, por outro lado, não é permitido em nenhum lugar aleatório na rede. Eles sempre têm um número limitado de nós validando os blocos. De forma, eles podem ser da da rede. Assim, como chances de ataque de 51%.

Nenhum Risco de Atividade Criminal

Contas criadas de fomra anônima elevou o nível dos criminosos. Agora os criminosos podem acessar uma rede e usar-la para seu benefício. Mas não no blockchain federado, onde você tem que passar por um processo de autenticação para o acesso do sistema.

Então, uma natureza anônima é removida, e todos os peers têm a mesma e exata informação com quem estão lidando aqui. Isso desencoraja os criminosos por usar esse tipo de tecnologia.

É isso que define como o blockchain federado é realmente seguro ao longo prazo, e os consórcios blockchain ganham popularidade.

Regulamentação

Uma tecnologia pública blockchain não possui os seus próprios meios na rede. Você pode usar algum tipo de trabalho sem algum regulamento. No entanto, você não pode fazer nenhum sistema de contabilidade pública.

Mas nos consórcios blockchain, cada nó funciona em um ambiente regulado e todas as organizações conectadas na rede têm algumas regras rígidas e mantêm um bom relacionamento entre elas.

Então, quando você está trabalhando no nível corporativo, é uma excelente solução para trabalhar com consórcios blockchain.

Capítulo 4: Casos de Sucesso do Blockchain de Consórcio

Existem muitos casos de sucesso do uso de blockchain de consórcio. A partir da cadeia de suprimentos para gerenciamento de dados organizacionais, tudo fica sob o seu território. Vamos dar uma olhada mais de perto.

  • Serviços financeiros

Vamos começar com as mais conhecidas relações da cadeia: O sistema financeiro. Para criar um sistema que funciona, precisamos seguir estas duas regras:

  • Nenhum gasto duplo;
  • Zero falsificações.

Se o sistema não permite que as regras sejam aplicadas, o sistema não é válido e invariavelmente explorará o dinheiro das pessoas comuns. Este é um cenário que existe com os sistemas políticos bancários centralizados. Hackers ou pessoas maliciosas podem invadir o sistema e fazer modificações.

Para este efeito, foi introduzido um sistema de registro descentralizado. Isso também vem com um pouco de falha, pois o sistema de registro é de domínio público e isso faz com que a informação seja usada como uma rede pública.

As pessoas não podem ser mudadas como informações, elas ainda podem ver a existência de uma ação e outras informações confidenciais. Os bancos devem ser condicionados pela mesma situação, mas não podem ter problemas de privacidade.

Um respeito, os consórcios da blockchain funcionariam melhor. Esta rede pode utilizar estas duas regras básicas e também fornecer o nível de segurança necessário para as informações confidenciais. Desta forma, as pessoas que estão a lidar com as questões de confiança da autoridade centralizada e ainda vivem da natureza descentralizada.

  • Reclamação de Segurança

Melhorar os sistemas de segurança pode ser um outro caso de uso de blockchain de consórcio. Basicamente, as pessoas que trabalham com um monte de trabalho quando criam um sistema de segurança. Além disso, em cenários específicos, o sistema pode levar muito tempo e causar mais problemas.

Por exemplo, em hospitais, quando um paciente tem um problema de saúde e precisa de uma cirurgia de emergência, chamar o seguro para resolver este problema pode colocá-lo em uma situação de risco. Se o hospital e as seguradoras de saúde pudessem trocar informações seria muito mais fácil de lidar.

Esse tipo de cenário também requer uma rede mais segura, capaz de se desligar dos registros confidenciais e sensíveis do paciente. Blockchain federado, neste caso, pode unir-se a dois tipos de dados e dar-lhes uma segurança de que precisam.

Nem só o sistema de saúde mas os outros tipos de seguros foram mais simplificados neste aspecto como as chaves de privacidade que utilizam os sistemas privados de blockchain federado que o capacitaram a usar uma saída muito rápida e eficaz.

  • Cooperação Trabalhista

Este é um outro caso positivo de uso de blockchain de consórcio,pois é uma aplicação da blockchain que lida com um problema onde se livra de muitas informações inúteis ou não processadas de seus bancos de dados.

Como associações de nível corporativo, você pode utilizar uma tecnologia convencional da blockchain, e também fazer um recurso de armazenamento maior. Neste caso, a blockchain federada oferece opção multipartidária.

Mas o que isso faz? Bem, é através deste método que uma organização sob os consórcios da blockchain é capaz de trocar informações com base em seus clientes.

Deixe-me exemplificar, imagine que dois bancos A e B tenham o mesmo cliente. Ambos precisam autenticar as informações para fornecer acesso ao usuário. Então, o que eles podem fazer é combinar com os dados redundantes e trocá-los sempre que necessário.

Desta forma, eles economizam muito e utilizam totalmente o espaço de armazenamento.

Você tem ideia de quanto armazenamento isto pode salvar? Bem, quando se trata de dois clientes, não faz diferença. Mas imagine isso para 1000 clientes. Uma quantidade de dados redundantes seria enorme. Utilizando uma agressão multipartidária, este cenário salva muito espaço e tempo.

  • Gestão da Cadeia de Abastecimento

Gerenciar uma cadeia de suprimentos é uma das principais bases de qualquer organização que lida com mercadorias, e ver que todo trabalho está correto ao ponto de conseguir rastrear qualquer produto não é para qualquer rede de distribuição.

O problema com o gerenciamento da cadeia de suprimentos está relacionado com o processo de transferência, onde até mesmo as mais luxuosas e modernas empresas passam por isso, sendo assim necessitam investir em mão de obra e tecnologia para vencer no mercado.

Ademais, as empresas  enfrentarão concorrências que vão oferecer um serviço cada vez mais disruptivo e também mais barato para seus consumidores,  onde nenhuma burocracia ou investimento que só as grandes empresas podem fazer.

Então, por que não usar apenas uma plataforma padrão da blockchain? Hoje o problema geral é centrado a confidencialidade, pois os clientes não querem que seus dados sejam voltados para todo o público. Você não gostaria que a fatura do seu cartão de crédito se torne visível a todas as pessoas, gostaria?

A demanda existe, mas ainda carece de alguns ajustes que as empresas precisam criar para tornar este mercado real.

Mas e quanto ao blockchain privado? Bem, os blockchains são mais seguros que os exemplos de blockchain federados. Por outro lado, se uma empresa compra mercadorias de outra, o processo pode ficar muito mais confortável se elas funcionarem em uma única rede.

É assim que elas podem rastrear e gerenciar uma cadeia de suprimentos sem invasão de terceiros, e o gerenciamento da cadeia de benefícios pode ser um dos maiores casos de uso de consórcio bloqueado até o momento.

  • Segurança de Registros Organizacionais

Alguns casos de sucesso como estes são muito notáveis ​​para grandes empresas que violam pontos de segurança em algumas situações. Uma empresa multinacional vai ter de lidar com essa bagunça de uma forma ou outra.

Além disso, o custo para possuir uma boa segurança é altoA Blockchain oferece uma excelente solução para lidar com isso, basta as industrias mais famosas conhecerem mais dessa tecnologia para entrar nessa jogada.

No entanto, ainda há um problema com a privacidade onde as organizações necessitam ter sigilo para suas informações de mercado, e o conceito da blockchain padrão deixa muita informação vir a público. Então, como multinacionais não tem espaço na blockchain?

Pois bem, se as empresas utilizassem o blockchain federado, eles poderiam unir o melhor de dois mundos, aproveitando de uma rede que desburocratiza suas ações e ainda mantém um nível de satisfatório com segurança de dados.

As empresas podem se beneficiar do sistema de registro distribuído do blockchain e se assegurar que seus dados estão a salvo.

Além disso, como uma grande quantia de nós para ter acesso a rede, nenhuma pessoa poderá explorar os documentos sem alertar os outros membros. É assim que se mantém segurança e descentralização ao mesmo tempo.

Capítulo-5: 7 Projetos de Consórcios do Blockchain: O Primeiro Passo em Direção a um Objetivo.

As guerras das trocas estão se tornando realidade nestes últimos tempos. Bancos estão olhando para esta situação que podem colocar seu reinado em um livro de história.

A burocracia dos papeis e a insegurança digital são assuntos impopulares e ninguém quer negociar com pessoas que carregam estes carmas. Para ser mais vantajoso que os sombrar está procurando se tornar o negócio financeiro bom novamente. No entanto, o uso de consórcios de blockchain não se limita ao financiamento comercial, mas também é popular em seguros e varejistas.

Mas a questão é: Por que agora?

Agora que surgiu essa inovação tecnológica estas organizações estão lidando com novos problemas que abalam com a qualidade de sua segurança, mostrando opções melhores as oferecidas pelo seu serviço. Além da demanda por uma produção mais rápida e melhor dos consumidores  que está começando a existir.

E neste mundo veloz, manter-se nas regras de mercados antiquadas e cafonas pode ser um caminho sem volta para as empresas.

Este é apenas o começo dos muitos projetos de consórcio. Agora, há sete exemplos de consórcios de blockchain que iremos citar para você!

ecosistema de las blockchain federadas: Ecossistema do Blockchain Federado

 

Voltron

Este projeto foi elaborado pela R3 e pela CryptoBLK. Eles recebem o suporte técnico do Microsoft Azure, que é uma plataforma de nuvem. Neste projeto, o Voltron  une doze bancos sob uma mesma rede.

São eles:

HSBC, BBVA, BNP Paribas, Banco dos EUA, SEB, Scotiabank, Natwest, Mizuho, ​​Banco Intesa Sanpaolo, ING, Bangkok Bank e CTBC.

Neste projeto, o Voltron usa uma tecnologia blockchain da R3 para digitalizar toda a documentação oficial. Os membros estão ansiosos para ver esse projeto funcionar e sair na frente de seus concorrentes. É uma plataforma onde eles usam uma Corda que é uma ferramenta descentralizada para configurar  das plataformas federadas.

O grupo Voltron pode jogar dar Adeus para toda a sua papelada, e eles mal podem esperar para que integralizar completamente este sistema.

Marco Polo

Esta é mais uma colaboração do R3. Desta vez, eles estão colaborando com um modo de troca denominado TradeIX  que já possuem dez organizações engajadas neste projeto.

São eles:

Natixis, Standard Chartered, SMBC, Banco Bangkok, OP Financeiro, DNB, ING, Commerzbank, BNP Paribas e NatWest.

Esta nova tecnologia utiliza o Corda do R3 e o TIX Core da TradeIX. O core do TIX é outra tecnologia aberta de contabilidade distribuída. A principal razão para este consórcio é agilizar o processo de seleção de qualquer tipo de pagamento e garantir a segurança do desconto.

Por todas as empresas para reduzir a probabilidade de crédito.

Batavia

É um pequeno grupo de consórcios blockchain com apenas cinco bancos. A Batavia é alimentada pela IBM.

Os bancos são:

UBS, Erste Group, Commerzbank, CaixaBank e Bank of Montreal.

A Batavia deseja ampliar  diversas aplicações utilizando os contratos inteligentes em seus cotidiano.que bloqueia que mais bloqueia, como uma opção de compra todos os aspectos financeiros. Esses exemplos de consórcios de blockchain asseguram a troca e também são capazes de rastrear suas transações facilmente.

We.Trade

A We.Trade utiliza uma plataforma IBM e usa o sistema Hyperledger Fabric. Eles consistem em um total de oito bancos.

São eles:

Santander, Nordea, UniCredit, Natixis, KBC, HSBC, Deutsche Bank e Rabobank.

Eles são voltados principalmente para a Europa e um fator de faturamento. Utilizando os elegantes, eles podem operar muito mais rápido que um médio. No entanto, atualmente, o plano inclui mais empresas como Sociedade Geral no grupo e aumentar o número.

Plataforma de Financiamento de Comércio de Hong Kong (HKTFP)

A HKMA ou Autoridade Monetária de Hong Kong  esta mais um exemplo de projeto que usa blockchain. Eles estão fazendo uso da tecnologia em um grupo. Dizem que eles têm 20 bancos ao seu favor.

Alguns deles são:

DBS, Banco Hang Seng, Standard Chartered, HSBC, ANZ, Banco da Ásia Oriental e Banco da China.

Junto, eles querem digitalizar o gerenciamento da cadeia de dados e manter todos os registros de negociação seguros na plataforma.

Consórcio de varejo

Neste momento, eles não possuem um nome oficial para seu projeto, mas a IBM anunciou uma nova colaboração entre com os traders globais. Eles usam a plataforma da IBM para empreender sua nova rede federada.

O principal objetivo é garantir a satisfação dos consumidores em todo o mundo. O alimento contaminado de cada ano vem adoecendo o mundo e devastando a economia. Para lidar com isso, dez organizações se uniram para desenvolver este projeto.

São eles:

Walmart, Unilever, Tyson Foods, Nestlé, Companhia McLane, McCormick e Companhia, Kroger, Golden State Foods, Driscoll’s e Dole

Essa nova capacidade pode beneficiar o sistema alimentar de uma maneira totalmente nova.

B3i

Este projeto é patrocinado pela R3. Eles são capazes de suportar o suporte técnico da Corda do R3, que é uma plataforma blockchain e há um Projeto B3i, onde treze bancos estão unindo sob a mesma rede.

São eles:

O Zurich Insurance Group, um XL Catlin, um Tokio Marine, um Swiss Re, um SCOR, um Munich Re, um Liberty Mutual, um Hanover Re, um Generali, um Allianz, um Ageas, um Agan ea Achmea.

Neste projeto, o B3i estará usando uma tecnologia blockchain do R3 para digitalizar toda a documentação oficial do seguro. As companhias de seguros querem agilizar seus serviços e obter uma melhor satisfação de seus consumidores.

 

Capítulo 6: Eles São o Refúgio Para o Desenvolvimento da Blockchain?

O blockchain federado pode mudar como as formas de aplicação blockchain em um bom caminho. Esta nova tecnologia vem para unir os dois mundos. Com o objetivo adicional de segurança e flexibilidade, essa tecnologia pode desenvolver um ambiente mais saudável para as corporações.

Ela não pode como uma rede centralizada que faz mal uso da sua capacidade produtiva, mesmo que eles sejam executados em um grupo pré-definido, ninguém terá acesso a nenhum tipo de informação quando estiver sendo analisado.

Assim, o esquema de alteração de dados para seu benefício não pode ser mais eficiente. Além disso, o processo de simplificação do processamento da organização resulta em uma saída mais rápida. As guerras são trocadas sem problemas, sem violações de segurança. O seguinte deve ser beneficiado de um prazo longo.

No entanto, ainda não existe um processo de trabalho e precisa de mais desenvolvimento. As pessoas devem apresentar para se livrar de todas as falhas para obter um ponto de encontro na rede mais segura que todos os precisem.

Capítulo 7: Finalizando

Bem, para dizer a verdade, confiar apenas em um tipo de blockchain não poderá afetar os sistemas típicos. Toda tecnologia blockchain tem seu quinhão de benefícios e falhas. Então, depender de apenas um tipo de movimento seria absurdo.

No entanto, quando você está lidando com privacidade, segurança e controle, escolher o blockchain federado seria a melhor saída.

Então, os consórcios podem bloquear as formas de funcionamento de nossas empresas? Isso é algo que nós precisaremos esperar para ver.


About Author

Olá, sou o Lucas! Graduando em Engenharia de Computação pela UNIFEI - Universidade Federal de Itajubá. Apaixonado por tecnologia e desenvolvedor mobile com foco em Android nativo. Trabalho como freelancer nas horas vagas e sempre em busca de novos desafios.

Leave A Reply